23 de out. de 2021

APOIO CULTURAL

            Quando a arte e a cultura recebem ajuda e incentivo, fica mais fácil produzir. Estas são empresas da região oeste de Santa Catarina que apoiam os projetos literários que desenvolvo através do selo Relatos Noturnos. Manifesto aqui minha gratidão e parabenizo pela iniciativa.


 

15 de out. de 2021

A PRATA DA CASA

 

Por Adriano Siqueira

             

            No bairro do Capão do imbuia em Curitiba-PR, Franciele e Loberval, um casal muito apaixonado conversavam no café da manhã.

            ─ Querido. Já coloquei o seu almoço na sua pasta. Gostou dos meus bolinhos de chuva?

            ─ Eu sempre vou amar seus bolinhos querida. Devo voltar tarde hoje. Tenho reunião.

            ─ Eu entendo querido. Mas fico triste quando você está fora. Eu vou limpar a casa toda. Tem muita poeira. Ai...

            Loberval vê que Franciele coloca a mão na cabeça e se senta.

            ─ Tem tomado os remédios?

            ─ Sim. Mas cada dia as dores aumentam e os pesadelos...

            ─ Não se preocupe. Trarei mais remédios hoje. O hospital está lotado. Muita gente doente.

            ─ Você é o médico que mais amo nesse mundo.

            Eles se beijam e Loberval vai para o hospital trabalhar. Enquanto isso. Franciele arruma a casa. Abre o sótão, acende a luz e desce as escadas vagarosamente. Passa pelo espelho, que é do tamanho do seu corpo, olha para os lados. Ela vê que tem muito trabalho para fazer, mas sente uma leve pontada na cabeça. Uma dor aguda.

            Franciele passa pelo espelho e percebe algo estranho. O seu reflexo. Não era ela. Era outra mulher. Ela tenta se afastar mas o reflexo segura a sua mão. Franciele fica apavorada. Ela tenta gritar mas o reflexo coloca a mão na sua boca e começa a falar.

            ─ Ele matou nós duas e vai fazer isso de novo se desconfiar.

            Franciele é libertada e ela olha para a mulher. Começa a reconhecer o seu rosto.

            ─ Georgia. seu nome é Georgia.

            ─ Sim. Finalmente. Então você está lembrando quem somos Franciele?

            ─ Os pesadelos. Horríveis. Morte, corpos, Sangue.

            ─ Loberval nos matou. Éramos enfermeiras desse hospital. Ele queria você, mas você me amava e ele me matou.

            ─ Não! Somos casados faz muito tempo. Ele não faria isso é um médico bom ele junta as partes dos corpos. Ele religa os membros. Ele...

            ─ É um assassino. Me matou e vc me viu toda desmembrada aqui no sótão e quando vc ia avisar a policia ele te matou também.

            ─ Eu estou louca. Estou enlouquecendo. Vou ligar para ele.

            ─ Não! Hoje ele não voltará cedo. É noite de Lua Cheia. Ele adora retalhar corpos.

            ─ Georgia! Eu não sei o que fazer.

            ─ Ele retalhou nossos corpos. Levou para o hospital. Remendou nos duas. Ele fez uma nova mulher com a gente. Veja as cicatrizes no seu corpo todo. Nós somos o seu brinquedo.

            ─ O que vamos fazer?

            ─ Prata. Muita prata. Reunir tudo aqui deixar bem espetado e jogar ele aqui dentro.

            ─ Mas ele é forte Georgia. Estou com medo.

            ─ Nos também somos fortes. Quando passar os efeitos dos remédios que ele te dá, vai ver o quanto temos poder.

            ─ Não dá para acreditar que um homem possa ser tão cruel.

            ─ Tenta levantar aquela lavadora de roupas de ferro.

            Franciele vai até a maquina e ri. Sabe que é pesada demais. Mesmo assim ela tenta por brincadeira. E consegue ela levanta muito alto.

            ─ Joga no Chão de madeira. Vamos fazer um grande buraco.

            Franciele joga a maquina com força e abre um grande buraco no chão. Ela olha para as suas mãos e fica impressionada.

            ─ Sou mesmo forte.

            ─ Somos. Agora vamos vc precisa arrumar toda a prata e jogar aqui. Cobrir o buraco e matar o lobo mau.

            ─ Você vai comigo Georgia?

            ─ Ele ligou nossos cérebros. Estou dentro de você. Está com meus seios, minhas mãos, meu nariz e minha vida. Somos um e vamos mandar ele para o inferno.

            Elas pegam tudo que é de valor na casa e recolhem em vários lugares, todo o tipo de prata. Conseguem um bom material para fazer a armadilha.

            Até as dez horas da noite de lua cheia elas conseguiram montar a armadilha. Franciele conseguiu fazer lâminas cortantes em todas a pratas que pegou. A força que tinha, a prata em suas mãos eram como massa de modelar. Depois colocaram o tapete e cobriram o buraco.

            ─ Pronto Georgia. Agora é só esperar o Doutor Frankenstein chegar.

            ─ Seis meses ele conseguiu nos enganar. Mas esse assassino vai ter o que merece.

            ─ Ele disse que minhas cicatrizes eram de um acidente de infância.

            ─ Vamos ficar juntas para sempre.

            Franciele coloca a mão no seu coração.

            ─ Eu te amo Georgia.

            ─ Eu também Franciele.



Arte Original: Maria Ferreira Dutra
Edição de Imagem: André Bozzetto Jr

4 de out. de 2021

JARBAS

 

 

Em 2009 a antologia Metamorfose – A Fúria dos Lobisomens (Editora All Print, org. Ademir Pascale) publicou o conto intitulado “O Melhor Amigo”, de André Bozzetto Jr, onde aparecia pela primeira vez o personagem Jarbas, um lobisomem sádico e brutal que, quando em forma humana, tinha a aparência de um garoto de 13 anos com cicatrizes bizarras no rosto. A história foi muito elogiada pelo público, o que motivou o autor a continuar escrevendo sobre esse ser perturbador no extinto blog Escrituras da Lua Cheia. Com a crescente popularidade do personagem e a ótima repercussão do primeiro livro de lobisomens de André Bozzetto Jr – Na Próxima Lua Cheia – de 2010, a Editora Estronho decidiu publicar em 2011 um livro inteiramente dedicado a Jarbas.

A publicação foi um sucesso de vendas e críticas positivas, esgotando sucessivas tiragens e obtendo resenhas com muitos elogios nos meios de comunicação especializados em literatura fantástica, sendo inclusive incluído na Lista dos Melhores Livros de Terror Nacional da Década, segundo o conceituado site Biblioteca do Terror. O ponto mais destacado pela mídia com certeza foi o fato de se tratar de uma obra de terror “à moda antiga”, com muito sangue e violência.

 

“Uma palavra que define a obra: sangrenta! Com certeza foi o livro com mais sangue que já li em minha vida.” (O Diário do Leitor)

 

“Jarbas é recomendadíssimo para fãs de horror à antiga, com cenas sangrentas e bastante ação.” (Biblioteca doTerror)

 

“Jarbas é uma leitura excelente, um terror de verdade, que atira aos leitores uma profusão de crueldades e insanidades sem tamanho.” (Além das Estrelas)

 

“Recheado de muita tensão, violência e crueldade, o trabalho de André Bozzetto Jr. garante ao leitor bons momentos de frisson e adrenalina.” (Por Detrás do Véu)

 

“Aos que tem estômago fraco, aviso, o autor não economizou nas cenas sanguinolentas e cruéis.” (Universo Sombrio)

 

“O livro é um filme de terror do início ao fim.” (Só Literatura Nacional)

 

“O livro é violento. Extremamente violento.” (Listas Literárias)

 

Após anos de constantes pedidos por parte dos leitores por uma nova edição do livro, já que a original se encontrava esgotada há tempos, finalmente Jarbas está de volta em uma Edição Comemorativa de 10 Anos através do Relatos Noturnos, com nova capa, desenhada pelo mestre das HQs de terror nacionais, Ivan Lima, nova diagramação, texto revisado, ilustrações internas de Christiano C. Neto e vários brindes.

Essa edição especial – que vai autografada e com dedicatória – é limitada e só pode ser adquirida diretamente com o autor. A versão que irá para as livrarias posteriormente não possui o material bônus. O livro está com desconto em promoção de pré-venda por tempo limitado e pode ser adquirido através dos seguintes contatos:

E-mail: bozzettojunior@yahoo.com.br

Facebook: André Bozzetto Jr

Instagram: @andrebozzettojr  


 
Ficha Técnica:
Título: Jarbas
Autor: André Bozzetto Jr
Ilustração de Capa: Ivan Lima
Ilustrações Internas: Christiano C. Neto
Edição: 2ª
Ano: 2021
Editora: Relatos Noturnos (selo independente)
Páginas: 264 (formato 14,8 x 21 cm)
ISBN: 978-85-471-0446-7

Sinopse:

Dez anos depois, a reedição de um clássico do terror licantrópico brasileiro!

Em 1984 Jarbas era apenas o nome de um garoto interiorano fã de livros e filmes de terror. Porém, em 2009 esse mesmo nome já havia se convertido em uma expressão capaz de despertar o mais genuíno pavor entre todos aqueles que sabiam de sua existência. Transformado em um lobisomem brutal e perverso, Jarbas passou a ser temido pelos humanos, odiado pelos licantropos e perseguido por ambos.

Neste romance de André Bozzetto Jr, você irá acompanhar 25 anos da trajetória deste temível ser e conhecerá uma vasta gama de personagens que, de uma forma ou de outra, cruzaram pela trilha de sangue e vísceras deixada por ele através das noites de lua cheia. Entre estes desafortunados, destacam-se Francisco e Jorge – uma dupla de aposentados que tenta livrar sua cidade da ameaça licantrópica – e Vitória, uma jovem e sensual caçadora de lobisomens sedenta por vingança.

Seja em áreas isoladas e inóspitas de pequenas cidades do interior da região Sul, ou em meio a becos escuros e ruas decadentes do submundo de uma metrópole como Porto Alegre, o que este livro lhe oferece é uma jornada sinistra e brutal pontuada por ódio, medo, desespero e terror. Está preparado para encarar?